Arquivo da categoria Notícias

PorAJECI

Eleições AJECI

No dia 11 de dezembro aconteceu na sede da Ajeci a votação para diretoria e conselheiro para novas gestões. Foi confirmada a eleição da chapa cadastrada para a gestão 2019/20 para diretoria e para a chapa cadastrada para a gestão 2019/21 para conselheiro junto ao CREA/SC.

Os eleitos foram:

Diretoria:

João Raphael L Oneda – Presidente
Emerson Siqueira – Vice Presidente
Catarina M W Raycik – Tesoureira
Gabriela Spricigo Ramos – Tesoureira Adjunta
Jean Paulo Pereira da Silva – Secretário
Miguel João Moreira – Secretário Adjunto

Conselheiro:

Rogério Novaes – Conselheiro Titular
Thalles Vieira – Conselheiro Suplente

PorAJECI

COMUNICADO

Comunicado aos associados

 

Diante do cumprimento por parte do CREA/SC, do acordo com a ABEE/SC que tinha sua homologação suspensa por força da apelação da AJECI ajuizada no Tribunal de Justiça de Rio do Sul, viemos aos associados externar nosso repúdio com tal atitude, visto que existiam diversos outros meios, que não o cumprimento do acordo nesta data, sem prejuízo a nenhuma classe profissional e nem mesmo ao sistema CREA/SC.

A AJECI, apoiada pelas demais entidades de engenharia civil do estado, vai continuar sua empreitada na esfera jurídica para reverter o acordo e todas as sentenças anteriores a ele.

Nos próximos dias novas ações serão ajuizadas para garantir os direitos dos engenheiros civis de Santa Catarina.

 

Associação Joinvilense de Engenheiros Civis

Diretoria – Gestão 2017/18

PorAJECI

COMUNICADO

Ontem em reunião com nossa assessoria jurídica decidimos tomar as seguintes ações:

1 – Notificar novamente o presidente do Crea a respeito de não ter colocado a solicitação da Ajeci em deliberação pelo plenário na última sexta feira;

2 – Informar que a homologação do acordo está suspensa por força de lei;

3 – Informar que, com a homologação suspensa,  o não cumprimento do acordo seria uma medida de prudência e não acarretaria prejuízos ao sistema e nem aos profissionais;

4- Caso insista em bloquear os códigos serão tomadas as medidas judiciais cabíveis, inclusive indenizatórias;

PorAJECI

Nota de repúdio

Caro(a) colega Engenheiro(a) Civil,

 

 

 

A AJECI (Associação Joinvilense dos Engenheiros Civis), diante do acordo celebrado entre o CREA/SC e ABEE/SC, na data de 10 de outubro de 2018, onde as atribuições dos engenheiros civis foram retiradas e as análises de atribuições agora deverão ser submetidas a Câmara de Elétrica, apresenta as seguintes considerações:

 

  • Repudiamos o referido acordo, pois beneficia uma classe em detrimento de outra classe que faz parte do mesmo sistema;
  • O acordo apresenta prejuízos maiores para a engenharia civil do que a sentença que gerou o acordo;
  • A AJECI é parte do processo desde o ano de 2010, e deveria ter sido notificada ou ouvida pelo CREA/SC antes de que qualquer acordo fosse firmado;
  • O CREA/SC desconsiderou que existe um recurso da AJECI em instância superior (STJ) ainda sem julgamento quando firmou o acordo;
  • As câmaras especializadas e a plenária do CREA/SC não foram consultadas antes da celebração do acordo;

Sendo assim, tomaremos todas as medidas judiciais cabíveis para garantir o direito dos engenheiros civis de Santa Catarina.

 

Diretoria AJECI

Gestão 2017/2018

PorAJECI

Assembléia extraordinária

Aconteceu no dia 22 de outubro, assembléia com os associados para debater sobre o acordo celebrado entre ABEE/SC e CREA/SC que retira atribuições dos engenheiros civis.

Estiveram presentes na reunião cerca de 35 profissionais, entre membros da diretoria, conselheiros e associados da Ajeci.

 

 

PorAJECI

Reunião extraordinária – Julho/18

Convocamos a todos para reunião extraordinária de julho, conforme especificado a seguir:

 

Data: 23 de julho
Horario: 19h
Onde: sala de reuniões do CREA

 

A reunião acontecerá com o formato de mesa redonda, com debate dos associados exclusivamente sobre o seguinte tema:

– Processos de licenciamento de edificações no município de Joinville (Corpo de Bombeiros, Águas de Joinville, Prefeitura Municipal, etc)

 

Obrigado e contamos com a participação de todos.

 

Diretoria Ajeci
Gestão 2017/18

PorAJECI

Reunião ordinária – julho/18

Convocamos a todos para reunião ordinária de julho, conforme especificado a seguir:

 

Data: 16 de julho
Horario: 19h
Onde: sala de reuniões do CREA

 

A reunião acontecerá com o formato de mesa redonda, com debate dos associados sobre os seguintes temas:

– Andamento dos processos de licenciamento ambiental em Joinville (Retorno sobre os itens abordados na última reunião);

– Palavra aberta aos associados sobre seus processos com dificuldade de aprovação nos órgãos públicos de Joinville (projetos, alvarás e vistorias);

-Debate sobre alternativas para interação comercial entre os associados;

– Palavra livre aos presentes;

Obrigado e contamos com a participação de todos.

 

Diretoria Ajeci
Gestão 2017/18

PorAJECI

Impasse no licenciamento ambiental traz prejuízos à economia em Joinville

Atraso na emissão de licenças e na aprovação de projetos afeta setores importantes da economia, provoca perdas de produtividade e traz impactos para o desenvolvimento e o crescimento do município

 

Entidades ligadas ao setor da construção civil de Joinville estão preocupadas com a perda de produtividade, a estagnação nos investimentos, os prejuízos aos negócios e os impactos ao crescimento do município ocasionados pelo atraso nos licenciamentos ambientais e consequente queda no volume de projetos aprovados em Joinville.

De janeiro a maio de 2018, o volume total de projetos que obtiveram aprovação na cidade caiu de 293.039m2 para 268.936m2 se comparado ao mesmo período de 2017. O número representa a soma das diferentes áreas que necessitam de alvará (residências uni e multifamiliares, comércio, indústria, serviços, instituições e empreendimentos de uso misto residencial/comercial). Na média mensal, de janeiro a maio, foram 53.787,20m2 em 2018 contra 58.607,80m2 em 2017.

Os dados fazem parte de um levantamento feito pela Prefeitura de Joinville apresentados no Relatório dos Projetos Aprovados 2017/2018 e revelam que a situação é mais crítica para a indústria, que de janeiro a maio de 2017 teve um total de 56.806m2 em projetos aprovados e, no mesmo período deste ano, conseguiu aprovar apenas 20.467m2 – uma redução equivalente a 63,97%. Em abril e maio, o segmento não teve um único projeto aprovado. No comércio não foi diferente. De janeiro a maio do ano passado foram aprovados 25.753m2 e, neste ano, no mesmo período, 22.814m2.

De acordo com o presidente do SINDUSCON Joinville, Vilson Buss, a falta de licenciamentos ambientais está afetando duramente as empresas que atuam na cidade e, em muitos casos, obrigando construtoras e investidores a escolherem outras regiões para iniciar seus empreendimentos. “Sem as licenças e com a queda no volume de projetos aprovados, empresas tiveram que adiar os investimentos na cidade, diminuir o ritmo de obras e até reduzir seus quadros de funcionários, perdendo competitividade e força de venda”, diz.

No entendimento do SINDUSCON Joinville, seja qual for o órgão responsável pelo licenciamento ambiental no município, o que a cidade precisa é de uma solução urgente e ágil para que as empresas voltem a produzir e a cidade, a crescer e a se desenvolver. “Aliada a outros setores da economia que também sofrem com o problema, o que a indústria da construção civil pede é a agilidade do poder público na resolução deste tema”, afirma o presidente.

Os prejuízos atingem também os engenheiros que atuam na cidade. O diretor regional do CREA-SC, Dieter Neermann, diz que a situação traz reflexos negativos não apenas para as empresas, mas também para profissionais de diversas áreas da engenharia. “O problema afeta diretamente o exercício dos profissionais responsáveis pelas ARTs (Anotação de Responsabilidade Técnica) dos projetos. É como uma reação em cadeia, que provoca o represamento das demandas e o comprometimento do fluxo dos trabalhos”, explica.

A Associação Joinvilense de Engenheiros Civis (AJECI) lamenta a morosidade da Prefeitura em resolver a questão dos licenciamentos ambientais. Na avaliação do presidente da entidade, engenheiro Daniel Kandler Signori, o impasse vem travando toda a cadeia produtiva da construção civil. “Enquanto as construtoras e empresas não licenciam suas obras, engenheiros, empreiteiros e outros prestadores de serviços estão sem trabalho, demitindo funcionários e trabalhando pressionados por uma economia que ainda não se recuperou”, diz.

Segundo o presidente da AJECI, a associação repudia o jogo de empurra-empurra que se transformou o licenciamento ambiental em Joinville e espera o rápido restabelecimento das análises e licenciamentos. “Corremos o risco de uma regressão tecnológica na cidade ocasionada pela falta de investimentos na economia e possíveis migrações de recursos para outros municípios”, comenta Daniel.

 

Assessoria de Imprensa SINDUSCON Joinville

Jornalista Graziela Lindner

(47) 99176-0080

Skype: graziela.lindner